Funcionário público é afastado por suspeita de uso irregular de veículo em Candói

214


Em meio a realização da Festa Nacional do Charque, a administração municipal de Candói, no Centro Sul do Estado, afastou das funções um funcionário público que atua no setor de viação e obras da prefeitura.

O motivo teria sido a divulgação de um vídeo em que aparece o carro carregado um “Pito”, espécie de armadilha utilizada para captura de animais silvestres (Tatu). O vídeo teria sido gravado por outro funcionário público no pátio de máquinas da prefeitura e divulgado nas redes sociais.

O caso chegou ao conhecimento do prefeito Gelson Costa (PTB), que solicitou imediato afastamento do servidor e abertura de processo administrativo para apurar o fato. A editora do RBJ/Extra FM manteve contato com o servidor suspeito e aguarda seu posicionamento.

Funcionário público suspeito de uso indevido de veículo apresenta sua versão

O funcionário público de Candói, suspeito de usar carro da prefeitura para fins particulares, se manifestou a respeito do assunto. O mesmo, após ter sido procurado pela editoria do RBJ/ Extra FM, emitiu uma nota dando sua versão sobre o fato.

Nota na íntegra:

Os objetos filmados dentro do veículo público não são meus. Sempre prezei pelo fiel cumprimento das minhas obrigações em conformidade com a lei e o interesse público. O veículo foi filmado dentro do pátio de máquinas da prefeitura, que possui amplo acesso à inúmeras pessoas, inclusive estranhas à administração. Ressalto que as fechaduras do veículo não funcionam, não sendo possível travar o mesmo ao final do dia, possibilitando que alguém de má fé ou com intenção de prejudicar a minha pessoa possa ter colocado tais objetos no veículo, que não foram encontrados após o surgimento das filmagens.