Brasil fecha o Pan de Lima com recorde de medalhas de ouro e vice-liderança

Brasil fechou com 55 ouros, 45 pratas e 71 bronzes.

22

Os atletas brasileiros fizeram história nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, que acabaram neste domingo (11). Primeiro, porque eles bateram o recorde de medalhas de ouro, com 55 – três a mais que no Pan do Rio de Janeiro, em 2007. Segundo, porque deixaram o Brasil no segundo lugar no quadro geral de medalhas, atrás apenas dos Estados Unidos.

A delegação brasileira conquistou, nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, encerrados neste domingo, os três maiores objetivos que poderiam ser atingidos: quebrou o recorde de medalhas de ouro, levando 55, três a mais que no Pan de 2007, no Rio de Janeiro, foi ao pódio como jamais havia feito, 171, 14 vezes a mais do que a marca anterior, e encerrou o evento em segundo no quadro geral, atrás apenas dos Estados Unidos, repetindo o ocorrido em 1963, no Pan de São Paulo. Portanto, o Brasil fechou com 55 ouros, 45 pratas e 71 bronzes.

O segundo lugar geral não ocorreu nem mesmo na última vez em que o Brasil sediou o Pan-Americano, em 2007 – na ocasião, o País ficou em terceiro, com 52 ouros, abaixo de Estados Unidos (97) e Cuba (59). A última vez em que o Brasil figurou na segunda posição foi em 1963, no Pan sediado em São Paulo.

Ao todo, o Brasil somou 55 medalhas de ouro, 45 de prata e 71 de bronze. A delegação tinha menos de 500 atletas, a menor desde 2003. Mas o País se destacou em esportes individuais. Na natação, por exemplo, foram 30 medalhas, sendo 10 de ouro. Na vela, foram cinco ouros em 11 possíveis. No atletismo, houve seis medalhas de ouro. Também o judô fez bonito, com quatro ouros. E houve surpresas, como o badminton e o basquete feminino, em que a seleção brasileira derrotou os Estados Unidos na final.

Nadadores brasileiros: 30 medalhas, sendo 10 ouros (Foto: Wander Roberto/COB)

Último dia

O Brasil fechou sua participação no Pan de Lima com mais sete pódios, em três modalidades diferentes: judô, caratê e tiro esportivo. O grande nome deste domingo foi Mayra Aguiar, que não deu chances para suas adversárias e conquistou a medalha de ouro na categoria até 78 kg. Já David Moura e Beatriz Souza, nos pesados, ficaram com o bronze.

Para Mayra, foi seu primeiro ouro nos Jogos Pan-Americanos, justamente na quarta edição que esteve presente. Ela foi prata no Rio, em 2007, perdendo a final para a norte-americana Ronda Rousey, que depois faria história no UFC. Nas edições seguintes, caiu para Kayla Harrison, também dos Estados Unidos, em ambas, ficando com o bronze em 2011 e a prata em 2015.

“Ainda não caiu a ficha do que é uma conquista de ouro em um Pan. Foi minha primeira grande competição em 2007 e no Rio. Tenho carinho por esse torneio e agora é aproveitar mais um objetivo alcançado. Eu procuro dar o meu melhor, entrar na competição e sair tendo dado meu melhor. De brinde veio a medalha de ouro”, disse.

No tiro com arco, o Brasil conquistou a vaga olímpica com a presença de Marcus Vinicius D’Almeida na final, mesmo com ele perdendo e ficando com a prata. Outra modalidade que o Brasil subiu ao pódio no último dia em Lima foi o caratê, com as pratas de Douglas Brose e Hernani Veríssimo, e o bronze de Vinicius Figueira.