Bonita é a alma que coleciona cicatrizes e espalha amor!

369

Dor, amargura, injustiça, solidão…

Angústia, medo, sofrimento…

Ninguém passa pela vida sem experimentar sentimentos difíceis, ninguém passa pela vida sem enfrentar dores que parecem insuportáveis. Ninguém passa pela vida sem cumular algumas cicatrizes, sejam elas físicas ou emocionais.

Quem nunca caiu de bicicleta e cortou a perna; quem nunca tropeçou e abriu o queixo; quem nunca bateu a cabeça e levou pontos na testa?

Sua pele tem gravada algumas dessas marcas?

Quem nunca teve uma grande decepção amorosa? Quem nunca perdeu um ente querido? Quem nunca foi humilhado?

Seus olhos guardam alguma dessas dores?

Eu sou cheia de cicatrizes, o meu rosto guarda várias delas, minha gengiva guarda outras tantas e o meu coração abriga as demais.

A primeira surgiu porque eu queria ser igual às minhas amigas. A segunda e todas as outras, surgiram para que eu não morresse, na verdade mais que isso, surgiram para que eu aprendesse a viver.

Muitas pessoas não suportam olhar para suas cicatrizes físicas, e as escondem com roupas, lenços, tatuagens ou cirurgias plásticas. Outras não têm problema nenhum em mostrá-las.

Eu, particularmente, agradeço a cada uma das minhas cicatrizes físicas, afinal foram elas que me proporcionaram mais e mais anos de vida. E agradeço também às minhas cicatrizes emocionais, porque embora difíceis de recordar, me ensinaram a valorizar o que realmente tem valor.

Você já encontrou alguém sem nenhuma cicatriz física, com uma vida considerada perfeita, e sem brilho no olhar?

Você já encontrou alguém coberto de cicatrizes no corpo e no coração, e com um sorriso surpreendente?

Por mais linda e tranquila que pareça a sua vida, todos carregamos cicatrizes. E o importante não são as marcas, o importante é como reagimos a elas.

Não olhe para as suas cicatrizes com desdém, ou com repúdio, olhe para as suas cicatrizes como uma nova chance, como um aprendizado, como um grande recomeço.

Não se revolte pelas dores que seu corpo precisou suportar, não se revolte pelas feridas que seu coração precisou cicatrizar…

Não queira ferir porque já foi ferido;

Não queira humilhar porque foi humilhado;

Não precise maltratar porque foi maltratado;

Não queira fazer chorar, porque já chorou…

Lembre-se: cicatriz é uma marca do passado.

E o passado, já passou. Não desperdice seu presente por ele.

Não sofra por suas cicatrizes… Use as suas experiências para crescer, aprender, e ensinar…

Use sua vivência em benefício próprio e dos outros também.

Se você conhece o sofrimento, ajude alguém a superar a sua dor;

Se você já se sentiu injustiçado, não compactue com a injustiça;

Se você já se sentiu sozinho, dê um abraço.

Harmonize-se com suas cicatrizes e inicie uma nova vida.

Porque bonita é a alma que coleciona cicatrizes, e ainda assim é capaz de espalhar amor.